24 maio 2024

Chuvas fortes elevam nível do Rio Acre em quase cinco metros e ultrapassa cota de transbordo em Rio Branco

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Foto: Arquivo pessoal

A cidade de Rio Branco, capital do Acre, foi atingida por uma forte chuva nesta quinta-feira (23), causando vários pontos de alagamento e prejuízos materiais. O Rio Acre, que corta a cidade, subiu quase cinco metros em decorrência das chuvas, atingindo a marca de 14,65 metros à noite, acima da cota de transbordo, que é de 14 metros. Na manhã do mesmo dia, o nível era de 9,76 metros.

De acordo com a Defesa Civil do município, choveu um acumulado de 172 milímetros, o que representa mais de 50% do esperado para março, que é de 270,1 milímetros. Pelo menos 20 bairros foram afetados e há vários pontos de interdição na BR-364, uma das principais rodovias da região.

Saiba mais:

Chuva forte causa alagamentos e transtornos em Rio Branco

VÍDEO: Motorista filma alagamento que impede tráfego na BR 364 sentido Bujari e Rio Branco

A prefeitura da cidade já está tomando medidas para atender às famílias afetadas. O prefeito Tião Bocalom esteve em reunião de crise para alinhar as ações e envolver as secretarias no atendimento às famílias atingidas. Ele também se encontra em Manaus nesta sexta-feira (24), para se reunir com o ministro de Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, e o vice-presidente, Geraldo Alckmin, com o objetivo de liberar recursos imediatamente para a cidade.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja de chuvas intensas para todas as cidades do Acre, válido até às 10h desta quinta-feira (23). A previsão é de chuva entre 30 e 60 milímetros por hora ou 50 e 100 milímetros por dia, com ventos intensos que podem chegar de 60 a 100 quilômetros por hora. Há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

A população deve ficar atenta às instruções de segurança emitidas pelas autoridades. Em caso de rajadas de vento, é recomendado não se abrigar debaixo de árvores, evitar estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda e evitar o uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada. Em caso de emergência, a Defesa Civil pode ser contatada pelo telefone 199 e o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

Veja Mais