25 fevereiro 2024

Crescem mortes violentas no Acre em 2023, aponta relatório

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

O Núcleo de Apoio Técnico (NAT) do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) divulgou nesta quarta-feira, 13 de setembro, os dados referentes ao mês de agosto sobre Mortes Violentas Intencionais (MVIs). Os números revelam que os casos de assassinato continuam em crescimento em 2023, com um aumento de 4,2% no acumulado de mortes de janeiro a agosto deste ano em comparação com o mesmo período de 2022.

No ano passado, foram registradas 144 MVIs, enquanto em 2023 esse número subiu para 150. Os homicídios dolosos também apresentaram um aumento notável, passando de 118 ocorrências para 129 no mesmo período, o que representa um aumento de 9,3% em 2023.

O boletim do NAT revela que todas as regionais de segurança de Rio Branco experimentaram um aumento no número de MVIs durante o período analisado.

No interior do estado, apenas a 7ª Regional (Baixo Acre) registrou um aumento no total de MVIs em comparação com o mesmo período do ano anterior. Quanto às mortes violentas intencionais ocorridas dentro do sistema prisional acreano, foram relatadas duas ocorrências com seis vítimas até agosto deste ano, em contraste com uma ocorrência com uma vítima no mesmo período do ano anterior.

Nos últimos anos, observou-se uma variação significativa na taxa de MVIs. Entre 2016 e 2017, houve um aumento de 145% em relação a 2015. A partir de 2018, a taxa de MVIs por grupo de 100 mil habitantes no Acre começou a diminuir, tendência que se manteve em 2019, 2020 e 2021, mas voltou a aumentar de forma significativa em 2022.

Veja Mais