20 julho 2024

Pescador de 57 anos se afoga em Fortaleza do Abunã

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Jairo Mesquita de Oliveira, de 57 anos, natural de Rio Branco, Acre, perdeu a vida tragicamente por afogamento no último sábado, dia 9. Por volta das 8:40h da manhã seguinte, no domingo, seu corpo foi descoberto a uma profundidade de aproximadamente seis metros no rio, graças aos esforços do Corpo de Bombeiros.

Segundo informações disponíveis, Jairo, um experiente pescador de longa data, estava envolvido em tarrafeamento em uma área de pedras localizada na margem esquerda do rio. Nesse momento, a tarrafa aparentemente se enroscou no leito do rio. Para evitar que a correnteza arrastasse a tarrafa, Jairo tomou a decisão de amarrá-la a uma poita improvisada, que consistia em uma pedra colocada dentro de um saco. No entanto, ao lançar a poita, também conhecida como âncora, na água, a corda acabou se enroscando em sua perna, arrastando-o rapidamente para as profundezas do rio.

Mesmo tentando se libertar desesperadamente, Jairo enfrentou condições adversas, com águas agitadas tornando a manobra de salvamento impossível. Infelizmente, ele não conseguiu resistir à situação e acabou perdendo a vida por afogamento.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Porto Velho foi prontamente acionada e conseguiu resgatar o corpo de Jairo a seis metros de profundidade na manhã do domingo, dia 10. O Instituto Médico Legal (IML) de Porto Velho assumiu a responsabilidade de conduzir a vítima à sua sede para a realização dos procedimentos periciais necessários.

Veja Mais