28 maio 2024

Polícia de SP vai ao RJ ajudar na investigação sobre 4 médicos baleados; 3 morreram e 1 está ferido

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A Polícia Civil de São Paulo vai ao Rio de Janeiro auxiliar a polícia carioca na investigação sobre os quatro médicos baleados num quiosque da orla da capital fluminense. Três vítimas foram mortas a tiros por criminosos armados. Outra ficou ferida e está internada.

Vídeo ; Três mortos e um ferido em quiosque no Rio de Janeiro

O crime foi cometido na madrugada desta quinta-feira (5). Câmeras de segurança gravaram a ação (veja vídeo acima). As cenas mostram três bandidos saindo armados de um carro que para próximo a barraca onde estavam os quatro amigos.

Em seguida, os criminosos disparam cerca de 20 vezes contra eles. Nada foi levado das vítimas. Os bandidos fugiram em seguida. As filmagens estão sendo analisadas pelos policiais para tentar identificar os assassinos.

Os médicos estavam na cidade para participar do 6º Congresso Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva do Pé e Tornozelo e tinham ido ao quiosque fica em frente ao Hotel Windsor, na Avenida Lúcio Costa, onde tinham se hospedado.

Os três médicos mortos no ataque eram:

Diego Ralf de Souza Bomfim: Tinha 35 anos, e era irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL). Foi especialista em Reconstrução Óssea pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Ele chegou a ser socorrido, mas teve a morte confirmada no Hospital Lourenço Jorge;

Marcos de Andrade Corsato: Tinha 62 anos. Era médico assistente do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Ele morreu na hora;

Perseu Ribeiro Almeida: Tinha 33 anos. Era especialista em cirurgia do pé e tornozelo pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Fez aniversário na última terça-feira (3). Também morreu na hora.

O médico que foi ferido e sobreviveu é:

Daniel Sonnewend Proença: Ele tem 32 anos. Se formou pela Faculdade de Medicina de Marília, no interior paulista, em 2016. E é especialista em cirurgia ortopédica. Foi levado com vida ao Hospital Municipal Lourenço Jorge com pelo menos 3 tiros e seria transferido para uma unidade particular;

Em nota, o Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP lamentou as mortes e prestou condolências às famílias.

Por TV Globo e g1 sp — São Paulo

 

Veja Mais