PRF diz que aplicou R$ 18 milhões em multas a motoristas por bloqueios

0
44

Foto: Werther Santana/Estadão / Estadão
FacebookWhatsApp
A Polícia Rodoviária Federal afirmou nesta quarta-feira, 2, que aplicou mais de R$ 18 milhões em multas durante bloqueios de bolsonaristas a rodovias federais em todo o País, que já duram três dias. Ao todo, 2.000 motoristas foram autuados.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) impedem o trânsito em várias vias pelo país desde domingo, 30, em protesto ao resultado da eleição presidencial que elegeu Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Após 44 horas de silêncio, o presidente se pronunciou sobre a derrota e condenou manifestações que impedem ‘direito de ir e vir’.

O apelo de Bolsonaro não deu fim aos bloqueios, mas os números de ocorrências diminuíram consideravelmente. O mais recente boletim divulgado pela Polícia Rodoviária Federal mostrou que, até 11h20, havia 150 bloqueios e interdições em 15 Estados. No total, já foram desfeitas 631 barricadas em ao menos 20 Estados.

“A Polícia Rodoviária Federal vem trabalhando incansavelmente para restabelecer o fluxo nas rodovias federais. Até agora foram desfeitos 601 pontos de interdição e bloqueios em todo o país”, informou a corporação ao Terra.

Todas as notificações aplicadas ao logo desses três dias, segundo a PRF, serão registradas nas Carteiras Digitais de Trânsito (CDT) dos infratores.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, motoristas que usarem carros ou caminhões para bloquear rodovias podem ser penalizados com “infração gravíssima”, que preveê multa de R$ 5.000 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Àqueles identificados como organizadores do bloqueio, têm a multa agravada e o valor da infração sobe para R$ 17 mil. Em caso de reincidência, os valores das multas são dobrados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui